reforma-tributaria-pba

Reforma Tributária: como vai afetar os médicos?

A reforma tributária ainda tramita no congresso e pode ser aprovada já em 2022, mas muitas coisas ainda podem mudar no texto da proposta. O que já se sabe sobre essa reestruturação nacional dos impostos e como ela vai afetar os médicos e outros profissionais da saúde?


Neste artigo, trazemos algumas das alterações que já se sabe que, em caso de aprovação, farão parte da lei. Outras mudanças, porém, estão sendo especuladas e ainda estão sujeitas a revisão. 

 

Continue lendo para entender como a reforma tributária pode impactar na vida profissional dos médicos! Vamos lá?

O que é a reforma tributária?

Essa transformação legislativa, cujo objetivo é alterar as leis que determinam a cobrança de impostos no Brasil, é plataforma política de muitos candidatos brasileiros nas últimas eleições, seja do poder executivo ou legislativo. 

 

O objetivo da reforma é simplificar a cobrança de impostos para trabalhadores e empresários de diversos setores da economia. Para que possamos compreender as alterações nos tributos, é preciso saber mais sobre os impostos que são pagos atualmente por prestadores de serviços. Confira os principais exemplos:

  • ISS: Imposto Sobre Serviços, que incide na prestação de serviços de qualquer natureza, realizada por empresas e profissionais autônomos. É cobrada na esfera municipal (ou distrital, no caso do Distrito Federal);
  • ICMS: Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviço, cobrado no âmbito estadual sobre mercadorias e serviços de transporte que cruzem limites municipais, estaduais e até nacionais. Também é cobrado em transações entre pessoa jurídica e pessoa física;
  • IPI: Imposto sobre Produtos Industrializados, seja de produção nacional ou estrangeira, é cobrado na esfera nacional e incide sobre qualquer produto dessa natureza;
  • PIS: Programa de Integração Social, encargo de natureza trabalhista cobrado com foco no financiamento da Previdência Social, especificamente para o seguro-desemprego;
  • Cofins: tarifa também federal e de natureza trabalhista, cobrada visando o financiamento de outros serviços públicos, como saúde, previdência e programas de assistência social.

 

Esses são apenas alguns exemplos de impostos com os quais muitas empresas precisam arcar no mercado brasileiro. 

 

A reforma tributária propõe fazer alterações críticas sobre o funcionamento dessa carga de impostos. De acordo com as diferentes propostas de Emenda Constitucional, a ideia é simplificar a carga de taxas por meio da unificação dos impostos. 

 

O IBS (Imposto Sobre Bens e Serviços) seria a unificação dos tributos citados anteriormente, enquanto a possibilidade de duas unificações separadas, sobre as taxas de natureza comercial e as de natureza trabalhista, também é ventilada.

 

A reforma tributária vai muito além disso, porém. É considerada a redução e extinção de muitos desses impostos, com a criação de outros tributos com foco em outras questões da economia. É aqui que algumas das mudanças podem impactar na vida de muitos médicos que também são Pessoa Jurídica com objetivo de prestar serviços de maneira autônoma. Vamos conferir essas mudanças?

 

Leia mais: Como funciona a abertura de empresa para médicos em Belo Horizonte?

Como a reforma tributária vai afetar médicos e profissionais de saúde?

Para a área da medicina, o que mais muda não são as mudanças de nome dos impostos ou os tipos de taxa, nem nada do tipo. 

 

A grande questão é um dos carros-chefe da reforma tributária, sendo inclusive parte da espinha dorsal do projeto, defendida pelo Ministério da Economia, que é a tributação de lucros e dividendos.

 

A proposta da reforma defende que, para empresas cujo lucro mensal ultrapasse R$ 20 mil, esse valor seja taxado em 20%. 

 

O grande questionamento acerca desta taxação se dá pois esses valores de lucros e dividendos geralmente são utilizados para o pagamento de profissionais formalizados em natureza de Pessoa Jurídica. 

 

Enquanto os colaboradores em regime de CLT não são impactados, os trabalhadores autônomos “pejotizados” estão sob risco de impacto negativo e isso afetaria diretamente os profissionais liberais, especialmente a classe médica.

 

Estima-se que cerca de 85% dos trabalhadores da classe médica brasileira estão hoje sob regime de PJ (pessoa jurídica), estando sujeitos a um forte impacto negativo dessa taxação sobre lucros e dividendos.

 

Enquanto o argumento dos defensores da proposta da Reforma Tributária é que essa taxação sobre lucros simplifica e moderniza nosso sistema de impostos, muitos especialistas batem de frente com essa opinião. 

 

O contraponto à reforma alega que, no fim das contas, as medidas propostas vão deixar a carga tributária mais pesada, e o preço dos serviços de saúde deverá ser elevado em caso de aprovação.

 

É importante considerar que, dado o enorme potencial negativo que as propostas de Reforma Tributária têm sobre os profissionais da medicina no Brasil, a classe médica está se movimentando contra o projeto. 

 

Em agosto de 2021, a Associação Médica Brasileira, bem como diversos órgãos regionais, comunicaram sua preocupação com o texto da Reforma Tributária à Câmara dos Deputados, que pode impactar negativamente os profissionais da medicina em todo o país.

 

Leia também: Assessoria contábil para prestadores de serviços: conheça as possibilidades de legalização.

 

Busque soluções tributárias para sua empresa

Considerando as possíveis mudanças que o texto da Reforma Tributária pode trazer para sua empresa e sua carreira na medicina, nada melhor para conhecer as possíveis alternativas para o futuro do seu negócio do que contratar uma assessoria tributária!

 

Conheça então a PBA Contabilidade! Somos uma empresa com mais de 20 anos de excelência para dar suporte e apoio a você. Com a filosofia de romper barreiras, humanizar os relacionamentos e manter constante acompanhamento, atendemos nossos clientes considerando as necessidades específicas de cada um.

 

Temos diversos profissionais especializados em contabilidade para médicos! Entre em contato e tire suas dúvidas.

 

Gostou do conteúdo? Aproveite para seguir nossas redes sociais e confira nosso blog para ler mais artigos como este. Continue a leitura: Contabilidade digital para médicos em Belo Horizonte – conheça a PBA

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo